O alimento participa de todos os momentos de nossas vidas, bons ou ruins. Muito se sabe sobre os efeitos positivos e negativos da alimentação na saúde. A alimentação adequada e saudável é aquela que fornece todos os nutrientes necessários em cada etapa e/ou situação de vida como infância, adolescência, idade adulta, envelhecimento e nas enfermidades.

Os alimentos são selecionados a partir de componentes afetivos, sensoriais, cognitivos e culturais, refletindo na expressão do comer as dimensões sociais e o bem-estar do homem. Cada indivíduo traz consigo uma história de vida e, consequentemente, uma história alimentar, que é única e especial.

As refeições compartilhadas em casa, no trabalho ou na escola com amigos, familiares e colaboradores são uma boa oportunidade de estabelecer, cultivar e fortalecer laços entre os indivíduos e grupos sociais. Esses momentos à mesa facilitam as relações e trocas de experiências, o bom desempenho de tarefas e aumenta o senso de pertencimento.

Assuntos como “qualidade de vida”, “alimentação saudável”, “alimentação equilibrada”, “saúde”, “reeducação alimentar” entre outros, estão sendo cada vez mais divulgados, reflexo da preocupação constante da população com a saúde, aumento da expectativa de vida e busca pelo envelhecimento saudável.

As mudanças no comportamento alimentar que visam uma alimentação adequada e saudável devem ser construídas dentro do contexto alimentar e cultural de cada indivíduo num processo contínuo. As transformações podem ser conquistadas com o auxílio de um nutricionista que atua a partir de conceitos da ciência da nutrição, respeitando os hábitos alimentares e o estilo de vida de cada um.

MARCAÇÃO DE CONSULTA